Trauma de infância.

Gosto desses peixinhos, coloridos, pequeninos, não fazem sujeira alguma, e principalmente, de qualquer forma eu não vou conseguir nem que queira mata-los.
Essa é a vantagem deles serem de mentira.
Não causarei nenhum sofrimento a eles, como causei a todas as coisas que eu tentei criar.
Lembro-me de uma vez, em que ganhei dois peixinhos alaranjados num shopping, numa exposição de cachorros. Eram bonitinhos...eram.
Primeiro, o maiorzinho, mordeu o pequenino até que ele morresse. Depois, eu e minha total falta de coordenação consegui jogar o que sobrou no ralo da pia da cozinha ao tentar trocar a agua do aquário. Bem, quem sabe, ele não conseguiu chegar no rio e viveu feliz para sempre.
Minhas experiências desastrosas com coisas vivas não se resumem a fauna, se estendem a flora também.
Nunca consegui manter uma mísera plantinha viva por mais de uma semana.
Violetas, rosas, espécies desconhecidas da minha mãe, nada, nenhuma sobreviveu em minhas mãos.
A ultima tentativa de criar algo do tipo foi aos 7 anos, quando insisti para meu pai comprar um vazinho de musgo pra mim, num supermercado.Ele me parecia agradável, principalmente pelo fato de que ninguém compra musgos. E, uma semana depois, puf! morreu. Sim, até um Musgo, que não precisa de quase nada pra sobreviver, eu consegui matar.
Foi ai que desisti de criar coisas pequenas e sensíveis.
Espero sinceramente algum dia encontrar algo vivo e sensivel, que não seja meu cachorro (o unico fiel sobrevivente) que se mantenha assim por muito tempo ao meu lado.
E também espero que o peixinho tenha mesmo sido feliz pra sempre.

1 sonhos:

× K × 17 de outubro de 2010 21:37  

Musgos são idiotas. ;D

Postar um comentário

Flores Inconstantes.. Tecnologia do Blogger.